Conversa com Anthony Silva - Quest - Soluções para o Desporto
+351 220 995 262
Follow Us:

Conversa com Anthony Silva

Conversa com Anthony Silva

Conversa com Anthony Silva

Primeira Parte.

Anthony da Silva, mais conhecido por Tony no mundo do Futebol, já frequentou algumas formações da QUEST, entre elas a Formação Específica de Elite em Gestão de Futebol.


Lançado o repto pela QUEST de falar um pouco sobre a sua carreira, os seus planos futuros e a importância que dá à QUEST neste processo que se prevê de requalificação profissional, o Tony concedeu um pouco do seu tempo para uma conversa simples e informal que transcrevemos aqui na integra.


QUEST (Q): Antes de mais, obrigado por teres aceitado o nosso convite, é um prazer para nós ter-te aqui.
Evidentemente que as pessoas te conhecem, mas conta-nos um pouco a tua história como jogador, como é que foi a tua evolução?


TONY (T): Primeiro gostaria de agradecer à QUEST e dizer que considero esta ligação um “casamento de longa duração” porque já fui aqui formando e gostaria de tirar mais formações nesta casa assim que possivel.
Em relação à minha história de vida, sou jogador profissional de futebol há 17 anos e tenciono fazer do futebol o meu futuro. Considero também importante que todos aqueles que tenham o mesmo objectivo se inscrevam neste tipo de formações para adquirirem bases importantes e assim poderem contribuir para o sucesso do clube onde estão.


Q: Portanto, olhaste para a QUEST como uma entidade que pudesse trazer novos conhecimentos que te possam ajudar num futuro proximo quando terminares a tua carreira de futebolista.


T: Exactamente. A primeira abordagem que tive com a QUEST foi através de um amigo meu, o Carlos Carneiro, que me indicou a QUEST e, sou sincero, vim para cá – um pouco como todos nós – a pensar que já sabia um bocado de tudo. Mas, realmente, com o passar dos modulos e com os formadores espectaculares que tivemos, fui percebendo que este curso era de facto uma mais-valia.
Aliás, posso inclusivamente dizer que um dos formadores mudou a minha vida! Trata-se de Jorge Silvério, formador do módulo Gestão de Equipas – Parte I, daí reconhecer que a Psicologia é uma área importantíssima no Futebol. Também gostei muito do Rui Oliveira, um profissional que dispensa apresentações e que me transmitiu conhecimentos fundamentais, nomeadamente no Scouting, área crucial no Futebol moderno.


Q: Consideras que os conteúdos ministrados têm aplicabilidade prática?


T: Claramente que sim. Aliás, os próprios formadores têm muita experiencia na área e são pessoas que estão no dia-a-dia no Futebol e isso é importante para que os próprios formadores possam transmitir melhor o seu conhecimento e a sua experiência aos formandos. Neste caso, considero que foi uma experiência muito positiva. Experiência que não irá terminar por aqui, até porque eu acho que em Portugal estamos muito bem servidos de jogadores e de treinadores, mas infelizmente na area do dirigismo pecamos um pouco.
Daí que considere que a formação que frequentei de Gestão do Futebol seja indispensavel para quem queira fazer carreira nesta área.


Q: Curiosamente, agora focaste um ponto que para nós é crucial. A QUEST tem também como obejctivo criar formação especifica para dirigentes e dotá-los de maior profissinalismo.
Agora, não achas que deveria de haver aqui um sentido de orientação para que os dirigentes desportivos sentissem a necessidade de frequentar este tipo de formação para que consigam reunir competências essenciais para vingar numa área como esta?


T: Claramente! Eu acho que as pessoas que gerem o “nosso” futebol vêm com voluntarismo e vêm muitas vezes com alguma disponibilidade financeira para INVESTIR, que naturalmente não é de excluir. Agora, penso que gerir um clube de futebol profissional é completamente diferente de gerir uma empresa de outra área.
Sabemos que, do ponto de vista financeiro, haverá sempre semelhanças, mas há que ter a consciência que o objecto de acção é completamente diferente e, para se ter sucesso, é preciso estar preparado para gerir essa especificidade, como é o caso por exemplo do planeamento de uma época, a preparação psicológica do jogador, as próprias leis do futebol – como é o caso dos direitos de formação. São, enfim, pormenores que acabam por fazer toda a diferença no quotidiano de um clube e a formação de Gestão do Futebol, pois prepara-nos da melhor maneira para conseguirmos abraçar este tipo de desafios.
Mais ainda, esta formação dá ao formando uma perspectiva risonha de futuro até porque o ensina também a analisar com sentido crítico a gestão do futebol, permitindo profissionalizar um clube, seja ele das ligas profissionais ou do próprio Campeonato Nacional de Séniores.

-Final da Primeira Parte-

ÚLTIMAS NOTICIAS

PARCEIROS

Pagamento seguro
Paypal, Multibanco, Visa entre outros

Facebook

Consulte a nossa politica de privacidade

Quest Portugal

    Somos a empresa líder em Portugal na criação e execução de formações de excelência para Recursos Humanos que trabalham ou pretendem trabalhar no Desporto.

    Estamos acreditados pelo DGERT para dar formação, o que significa que os nossos processos de formação obedecem aos critérios exigidos pelo Estado.

Newsletter

Follow us: © 2016. Quest Portugal. All Rights Reserved. Powered by Codemaker.pt